segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Queridas vidas,


Sinto-me honrada em poder falar com as senhoritas, senhoras, não sei. Perdoem-me por ter escrito à todas, mas é que eu não quis ser mesquinha ao vir agradecer somente pela minha vida e pedir coisas somente para mim. Então decidi confundi-las ao ler minha carta quando estiverem tentando descobrir de qual vida estarei me referindo, espero que consigam. ( Boa sorte! )
Primeiramente, quero agradecer por todas as vidas existentes e por todas que também já se foram, afinal essas escreverem uma história e deixaram saudades para alguém. Agradeço também pelas vidas que possuem um teto, um alimento diário, filhos, alegria, bom humor, paciência, entre outras tantas mil qualidades. E rogo por aquelas que nada disso possuem, principalmente um teto para serem encobertos, alimentos para sorrirem mais. A cada dia vejo mais situações assim e isso me faz sentir egocêntrica. A mídia todos os dias anuncia uma morte causada pela fome ou pela chuva que insiste em destruir os pobres casebres. É tudo tão trágico, lindas vidas. Mas mudando de assunto, quero voltar a agradecer pelas festas, férias e o retorno a uma atividade.
Enfim, quero pedir paz. Não só a mim, a todos, ao mundo. Peço-lhes que sejam humildes conosco. Mais uma vez peço desculpas por tanto pedir, mas tudo que for possível eu agradeço ( mesmo sem aqui mencionar ). Obrigada pelo precioso tempo de vocês, queridas. Imagino o quanto devem ser disputadas.

Mais uma vez agradeço,
Miriane.

4 comentários:

Minne disse...

Agradecer é preciso não ? Antes de dormir sempre procuro fazer o mesmo, não só por mim, mas por todos de um modo geral, também rogo, e mesmo que tudo não seja possível, agradecemos. Linda carta Miriane ! Beijo :*

Fernand's disse...

seria um milagre a paz deixar de ser utopia.



bjs meus

Miriane Fernandes disse...

Mas triste mesmo seria se nem mais sonhássemos.

mirian disse...

SEU BLOG ESTÁ LINDO ,FILHA, UM POUCO MELANCÓLICO, KKK.
BJS TE AMOOOOOO!

Postar um comentário