terça-feira, 16 de agosto de 2011

Por saudade.

Aquele ar úmido beijou meu rosto quando eu abri a porta, mas em troca recebeu minha careta de desagrado.
Tudo continuava como antes: As paredes mofadas, os móveis e sofá cheios de poeira, que fez o favor de entrar em minhas narinas e me fazer soltar um grande espirro. No quarto, a cama ainda estava desarrumada. Após quanto tempo? Um mês eu acho, não me lembro. Nas minhas malas estavam a saudade, a dor e as lágrimas que fizeram o favor de molhar minha face e arder meus olhos. Perguntava-me por que eu, e logo após, o porque não eu.
Ao sair, os mesmos rostos, ou talvez, a falha da minha memória ao não perceber o quanto tudo mudou.
O meu maior desejo agora era acalmar o coração e pedir para ele ter paciência, ao menos um pouco, mas não consigo. Não sei o motivo, mas ele lateja tanto que tenho medo de pular para fora de mim. Sim. Ele conseguiria sair apenas latejando e não pulando. Consegue sentir o meu drama?
Tudo bem, eu sei que existe problemas piores do que sentir saudade, chorar de saudade e morrer por saudade, compreendo. Mas eu nunca senti tanta dor e até agradeço por isso, uma vez que, se esse sentimento (ou sei lá o que se chama, sofrimento, talvez), aumentar, eu não suportaria. Pois é, eu sou fraca, mas não desisto. Continuarei pedindo para o coração ter calma e engolindo-o a seco a cada subida na minha garganta.




Peço desculpas aos meu queridos leitores pelo post  tão sem graça.
O meu coração não consiga assimilar nada e as ideias estão confusas na minha cabeça.
Peço desculpas também, pelo tempo que posso ficar sem aparecer aqui.
Ao voltar, não esquecerei de vocês.
Um grande beijo.

Miri Fernandes.

13 comentários:

Luna Sanchez disse...

Miri, saudade tem sido um tema constante nas minhas conversas, posts e comentários também. Estou solidária, viu?

Um beijo.

Lívia G. disse...

Apesar de simples, o texto deixa bem clara a sua dor, infelizmente :/ Mas se consola, dessa dor, muitos sofrem.

Dayane Carmona Poeta disse...

Entra dia, sai dia sou tocada pela saudade. Uma pena que ela doa por vezes tanto!

Marcos Ferna disse...

1º Seus post não são sem graça!

2º São lindos, tem tantos sentimentos, lindo demais. Só de ler senti meu coração pulsando, latejando como vc disse...

Minne disse...

Ah Miri, não tem de pedir desculpas de nada, esse é o teu lugar e você posta o que bem entender, até palavras soltas que talvez não façam o mínimo sentido para nós que lemos, você só tem de soltar, e outra, esse post não tem nada de sem graça, ele te expressa, expressa o que você sente, e palavras carregadas de sentimentos tendem a ser lindas, mesmo que os sentimentos não sejam dos melhores, saudade machuca muito mas gostei de ver tua vontade de se sobressair dessa montanha confusa que te cobre. Um beijo.

Sir Rob Gomez disse...

Miri querida, partilhamos do mesmo sensato momento e por isso posso dizer com firmeza: saudade é um porto onde atracamos e mais dias menos dias, vamos zarpar novamente, ao encontro dos que amamos.
Grande beijo e segue na escrita tão doce.

deia.s disse...

Ainda estou procurando algo sempre graça nessa postagem, apesar de saudade não tem graça alguma, é uma coisa que dói, não é?
Mesmo não sendo o pior dos piores pra quem sente é algo ruim, e muito ruim.

Adoro aqui.

Tenha uma ótima semana flor! *-*

http://amar-go.blogspot.com/

Bárbara disse...

Suas palavras fazem sorrir o meu coração.
Lindo post!
www.aurevoirsaudade.blogspot.com

Shuzy disse...

Não gostei do final. Que negócio é esse de pedir desculpas?

Acho lindo transformar fraqueza em palavras...

Márcinha Mendonça disse...

Oi flor obrigada pelo comentario em meu blog e pela visitinha, teu blog super fofo adorei, estou a te seguir beijos

Chris disse...

Que lindo *--*
Belo blog

Sr. Lunático disse...

oouwnti

Márcinha Mendonça disse...

Flor post nem ta sem graça nao, gostei mto, saudades aff, é um sentimento, conturbado e dificil de se explicar, tem saudades boas, saudades que doem, como não sentir isso, é dificil, passando pra desejar, uma linda noite e dizer Olha tava com saudades de vir aqui rs viu como saudades é boa as vezes :)

Postar um comentário