sábado, 15 de janeiro de 2011

Um desabafo.



Enfim, hoje tive como respirar calma e tranquilamente.
Terminei uma maratona e acho que sai campeã dela. Obtive vitórias e acima de tudo muitas experiências boas e ruins, mas todas elas somaram algo a minha vida.
Viajei, conheci lugares, pessoas, algumas deixaram meu coração alegre e confortável pelo fato de serem tão felizes e tão honestas, por saberem viver; outras, fizeram-o pular de medo, encolher-se, deixando-me incrédula. Tanto sofrimento, tão poucos piedosos, acolhedores. Não sei se entenderão o que desejo falar, mas as coisas acontecem tão perto de nós que acabamos evitando, ou melhor, crendo que nada existi por aqui. Não sei o que ocorre conosco. Tudo acontece repetitiva e exaustivamente, mas fechamos os olhos e acabamos acreditando que não acontecerá de novo. Mas não, repetiu-se, repetir-se-á. E conosco, nada muda.

----------

Chuva, chuva, lágrimas, mais chuva, sofrimento, desespero, perdas irreparáveis, choros incontrolados, mortes. Jesus, o que está acontecendo? Mas, calma! Isso não aconteceu a pouco tempo? Sim, porém elas continuam lá, no mesmo lugar, correndo o mesmo risco.
- E pra onde você quer que eu vá? Não tenho condições.
Ahh, quantas vezes iremos ouvir isso? Quantas vezes assistiremos as mesmas coisas nos telejornais? Quantas vezes os políticos farão promessas e por quantas vezes mais essas não serão cumpridas?
Poxa, quantas perguntas sem respostas!
Então, continuemos aqui, esperando que água não caia do céu e que mais casas não caiam e que mais gente não morra e que mais muitas coisas não aconteçam. 
Então continuemos aqui, esperando por um milagre. =/

2 comentários:

● ANGÉLICA ROCHA ● disse...

ameei o Blog piriiii, to te seguindo me segue la tbm . beeijos'

Miriane Fernandes disse...

Pode deixar Geel. :)

Postar um comentário